inumatopeia #2

Inumatopeia é um ciclo de conversas com as pesquisadoras e pesquisadores do Inuma. Na segunda edição vamos conversar com o biólogo, cineasta, pesquisador e professor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Luiz Antonio Botelho Andrade, com o tema “Divulgação científica: da teoria à ação”.

Dia 21/07/21, a partir das 15h, pela plataforma Google Meet.

Inscrição com certificação da UFS: https://www.sigaa.ufs.br/sigaa/public/home.jsf. (em “Extensão”, no menu à esquerda).

Resumo

A ciência é uma prática social e, como tal, não está desvinculada das condicionantes históricas, culturais e ideológicas da sociedade em que está inserida. Assim, tanto os processos de produção quanto o de socialização do conhecimento, sejam eles direcionados para o público especializado (comunicação interpares), ou para público em geral (divulgação científica), ainda que mediados por linguagens diferenciadas, são influenciados pelas mesmas condicionantes. Nessa perspectiva, a divulgação científica cumpre um papel importante na relação entre ciência e sociedade e se tornou, recentemente, uma exigência das agências de fomento para os grandes projetos financiados com recursos públicos. Essa importância se tornou ainda mais evidente no curso da atual pandemia provocada pelo coronavírus (SARS-CoV-2), quando a figura do cientista renomado fala diretamente e diariamente com a população, por meio de diversas mídias, enquanto o vírus se espalha ceifando milhares de vidas.  Feito este preâmbulo, pretendemos discutir neste Seminário alguns conceitos que acreditamos fundamentais, tais como universidade, extensão universitária e divulgação científica. Abordaremos os conceitos de linguagem e cultura a partir do referencial teórico da Biologia do Conhecer, passando pelos diferentes sistemas de conhecimento – mitologia, religião, filosofia, ciência e arte –, ressaltando o fazer científico e a percepção pública sobre ciência. Passando da teoria à ação, apresentaremos nossa produção textual e fílmica na área de divulgação científica, especialmente com a série educativa intitulada “Quem foi que disse?” (disponível no site labaciencias.com), tentando superar obstáculos tais como o negacionismo e as fakenews, no contexto desse movimento maior denominado pós-verdade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s